quarta-feira, 21 de maio de 2008

HISTORICO NEGREDO

O grupo de Rap Negredo da região do Capão Redondo, zona sul de São Paulo-SP, surgiu no ano de 1992 após o massacre ocorrido na Casa de Detenção do Estado de São Paulo. Mais conhecido como Carandiru, a maior penitenciária da América latina, conheceu um dos maiores massacres em penitenciária do mundo. No dia 2 de outubro ano de 1992, após uma rebelião, e um desentendimento entre detentos, houve o ínicio de uma rebelião no presídio, que após o aval do governador Antônio Fleury, a tropa de choque da Polícia Militar comandada pelo então Coronel Ubiratan, deu ínicio ao massacre que deixou mais de 111 mortos ( versão oficial, contestada até hoje, a quem diga que foram mais de 400 presos mortos, entre muitos feridos).
Como muitos dos detentos mortos no massacre, eram moradores do bairro, onde os integrantes do grupo moram, houve uma enorme revolta por parte dos moradores que ficaram indignados com a brutalidade policial. Sendo assim os irmão Mc Tó e Ylsão hoje conhecido como Ylsão, criaram o grupo que de ínicio se chamava, Realismo Frontal. Com o passar dos anos as dificuldades do grupo eram muitas, pois esbarravam na falta de equipamentos instrumentais, de um Dj, e também de recursos e apoio para apresentações, que até ali, só eram possíveis em escolas e associações do bairro. Um dos amigos que ajudaram muito nessa fase difícil do grupo, foi o Produtor e Dj DRI que na época era dj do grupo “ Os Metralhas”. O Dri ajudava na criação de bases musicais e de aprendizagem do grupo em recursos musicais e de ideologia do grupo. Também eram bastante ajudados pelo Dj Alê que na época, isso na década de 90, era dj dos grupo “ Original Black”. Com o tempo o Dj Ale deixou o grupo Original Black, e começou a trabalhar juntos dos irmãos Wilson e Tó, agora também contando com o Nego Du.
Em uma ocasião na casa de um colega chamado Eduardo ( não o Nego Du), viram num livro uma poesia chamada Negredo, que significa respeito ao Negro. Os integrantes do grupo gostaram da poesia, que falava do povo negro e de suas dificuldades, mudaram o nome do grupo para Negredo, deixando assim de lado o nome Realismo Frontal.
Assim o grupo continuou ensaiando, até conseguir chegar numa ideologia, numa forma de trabalho, que mais se adequasse com a proposta do grupo, que era realmente a exaltação da cultura e do povo negro e do povo periférico.
Após bastante ensaios, e algumas apresentações o grupo começou a promover uma festa na sua rua, Rua Adoasto Godoy, mais conhecida como Favela Godoy, que começou a movimentar a população de um bairro inteiro, essa festa se chama 100% favela, o intuito da festa é a movimentação e a conscientização dos moradores do bairro abrindo a mente pra cultura Hip-Hop e também arrecadar fundos e alimentos pra instituições do bairro e recursos financeiros pro projeto Periferia Ativa. Essa festa teve sua primeira edição em 2004, e contaram com a presença de importantes grupos do RAP nacional, como Facção Central, Racionais Mc´s, etc. A produção dessa festa feita de forma coletiva, com a ajuda de todos os moradores da rua onde moram, seja com a grafitagem dos portões e paredes de alguns dos moradores, seja com ajuda de custo dos ambulantes, que vendem comes e bebes no dia da festa, seja com a limpeza da rua por parte dos moradores e dos freqüentadores de uma igreja local e também com a ajuda de artistas e grupos de danças ao se apresentarem na festa. Conforme foram passando as edições da festa, no ano de 2005 surgiu a idéia da gravação de um DVD, pra contar toda a trajetória da festa no bairro, além da gravação do show ao vivo, e também de importantes ícones do Rap Nacional em depoimentos marcantes direcionados a população periférica de São Paulo e de todo Brasil. Durante a gravação do DVD, no mesmo período o grupo iniciou também a gravação do seu primeiro álbum, chamado MUNDO REAL
Eventos, Festivais, Escolas, fazendo de sua música um despertar dos jovens negros e periféricos e também levando cultura pra áreas desprovidas de recursos financeiros. Atualmente o grupo prepara seu novo álbum, intitulado “ A cúpula Negredo”.TEXTO RENATO VITAL

TEL PRA SHOW 58166886 OU 84949541 ALEXANDRE
BLOG WWW.GRUPONEGREDO.BLOGSPOT.COM
IMAIL CUPULANEGREDO@HOTMAIL.COM

terça-feira, 20 de maio de 2008

VIDEO NEGREDO

OS VIDEO DO NEGREDO SO CURTI
lei e lei http://www.youtube.com/user/ylsaonegredo

4 preto

http://www.youtube.com/watch?v=Mdaejso9Dpg
louco alucinado

http://www.youtube.com/watch?v=oJvVaycJS4M&feature=related
viela do samba show

http://www.youtube.com/watch?v=_VexMIUJMbY&feature=related
lei e lei http://www.youtube.com/user/ylsaonegredo
maos pra cima foto

http://www.youtube.com/watch?v=eWN7P_aMu6Y&feature=related
coruja abertura

http://www.youtube.com/watch?v=-VLtLzHJ-AQ
michael franti e ylsao negredo

http://www.youtube.com/watch?v=c9SJvLNbahs&feature=related
clip mao pra cima ao vivo na godoy

http://www.youtube.com/watch?v=DxqfpQZDKC8
gravaçao do pam negredo e mano brow

http://www.youtube.com/watch?v=yaYutmuGuWw&feature=relatee nois

sexta-feira, 16 de maio de 2008

OS NOVO LANÇAMENTO DO RAP NACIONAL

REALIDADE CRUEL
ALBUM
DOS BARRACO DE MADEIRAS
A OS PALACIO DE PLATINA
TREF

ALBUM

DE SOFRIMENTO BASTA

MEU PASSADO



A286


ALBUM


ALEM DO CRIME E DA RAZAO





DINADI






ALBUM



O PODE NAS MAO



A FAMILIA



ALBUM



MAS ROMATICO




rap nao para na favela. lançamento tref tres favela




lançamento do cd do grupo tref na grisson


O Grupo de Rap Paulistano TR3F (Três famílias) surgiu da união de dois grandes nomes do cenário Hip-Hop nacional. Ferréz (escritor e rapper) autor de Capão Pecado, Manual prático do ódio etc.Maurício MC (letrista e rapper) membro do grupo Detentos do Rap.E para terminar a tríade, veio se somar a família o Dj Odair pertencente ao grupo Negredo.Tendo vendido mais de 300.000 discos em sua trajetória, Maurício membro do Detentos do Rap juntamente com
Ferréz que vendeu mais de 80.000 livros em sua carreira, trazem um grupo diferenciado no cenário de hoje.


Letras contundentes, bases bem marcadas e ritmadas, trazem a assinatura do produtor DJ Dri (metralhas, Thaide, Happin Hood).
O primeiro do Disco do TR3F saiu esse ano pela gravadora 1DASUL Fonográfica, além de já estar participando da primeira coletânia 1DASUL também lançada pelo selo.O primeiro show do grupo foi para o DVD 100% Favela, gravado em 2006.O grupo já passou por espaços como o Itaú Cultura, Sesc Pompéia, CEU Casablanca e fez por último lançau seu novo show dia 9 de setembro de 2007 junto com Racionas mc’s e Chico César, na Av. Sabim.
Lançamento: TR3f “De sofrimento basta meu passado” 1DASUL Fonográfica.Música de trabalho: Mil Fita (Rádio 105 fm)



terça-feira, 6 de maio de 2008

interferencia todas quarta feira 7 30 estreia amanha



O programa Interferência, apresentado por mim, e dirigido por Ricardo Sêco, estará no ar nesse dia 7, no Manos e Minas apresentado pelo Hood, onde também estréia Buzão de Alessandro Buzo.
Pra quem tá cansado do marasmo televisivo confirma lá se agente representou, o primeiro entrevistado é Chico César, o programa é gravado num domingo por mês na barraca do Saldanha/Capão-SP.
Além de entrevistar alguém relacionado a cultura, temos um bloco onde sempre apresentamos um poeta, músico etc. nesse primeiro programa, Ylsão do Negredo.