FESTA 100% FAVELA

FESTA 100% FAVELA
SETEMBRO A GRANDE FESTA

sábado, 28 de fevereiro de 2009

historia de vida


com 13 anos aconteceu o primeiro erro da minha vida, engravidei tive uma menina linda
aos 14 na minha vida loka me meti em uma aventura que se transformou em uma tragedia
sofri um acidente de carro,tive um traumatismo cranio encefalico é derrame cerebral,
fiquei 2 meses de coma na UTI e mais 1 na enfermaria,me recuperando,na epoca eu era casada
mas o meu marido não foi HOMEM suficiente pra segurar a barra é me abandonou,menos mal pois
eu tinha meu pai na epoca ele era CAP.do exercito. tinha condições de segurar a bronca e ninguem
correu atraz de me aposentar, acho que ele pensava que ia viver para sempre mais ele morreu 2 anos
depois. minha mãe pegou a minha filha para criar e me pois em uma casa p morar só.voltei para a vida loka
tive mais 2 filhos é agora minha filha tem 15 anos, e me odeia poque ela aicha que a abandonei é a culpa é
minha pelo pai dela ter ido embora.eu voltei a morar com a minha mãe e com a minha filha que não se bate comigo
e tive que me separar dos meus filhos. por não ter condições fisica e nem piscologica de estar com eles
é minha vida se transformou no inferno,não sou evangelica mas me afastei das drogas e por não ter condições fisicas
de me locomover sozinha, passo o dia todo dentro de casa,tambem pelo preconceito que é muito grande,perdi
minha cordenação motora e meu equilibrio, os outros me olham como se eu fosse um monstro.ate hoje eu tomo
remedios de tarja preta(pisicotropicos). e assim eu levo a minha vida. dia apos dia na mesma,esperando a morte
chegar,sou muito infeliz por isso. mais ainda ha tempo de me aichar e com toda certeza do mundo te digo
SO JESUS PODE TRANSFORMAR e me devolver tudo que eu perdi,minha saude,meus filhos e minha felicidade.
bem ylsão é isso ai mano...PAZ aos que merecem, aos que não GUERRA.

sábado, 14 de fevereiro de 2009

primeiro ato lançamento 20 feverreiro


sexta-feira, 6 de fevereiro de 2009

FERREZ 1DASUL PARABENS ZICA PELO CORRE







1DASUL MARCA FEITO COM MUITA GARRA E CORAGEM.
RAP ESCRITOR FAVELA DO REAL. DOS AMONTOADO JD CORMECIAL
DE FRENTE COM ESGOTO CASA HUMILDE SEM REBOCO POR FORA, MAS DENTRO UM GUERREIRO TALENTOSO E CORRIDA TOTAL PRA VENCER.
ENTRE VAI E VEM NA ÉPOCA REALISMO FRONTAL ERA O NOME DO GRUPO QUE HOJE CHAMA NEGREDO. TAVAMOS NO CORRE PRA DIVULGA NOSSO SOM PRIMEIRO DEMO NA MAO TRÊS SOM.
DESCOLAMOS UM CONTATO DE UMA RADIO ILEGAL NA QUEBRADA CHAMAVA PAULISTA FM,
ILEGAL POR NÃO TER DOCUMENTO E PREJUDICA AS RADIO TOP NA AUDIÊNCIA. ENTÃO JÁ SABER NÊ PRA QUEM A FEDERAL DA PRIORIDADE QUEM TEM GRANA VENCER. ENTÃO FOMOS CONHECER O ESTÚDIO E CHEGANDO NO LOCAL. UMA CASA NO FUNDO. NA PARTE DE CIMA UM QUARTO TODO LACRADO COM CAIXA DE OVO UM MICROFONE E ALGUM TRAMISSORES. LA ENCONTREI DJ RECO QUE NA ÉPOCA ERA DJ, AICE DO GRUPO CONCEITO MORAL, FERREZ , FIZEMOS A ENTREVISTA TOCOU O SOM FOI MO ORGULHO PRA NOS PELA PRIMEIRA VEZ OUVIA MINHA MUSICA NA RADIO VARIAS PESSOA DA COMUNIDADE LIGANDO PRA DA UM SALVE O MANO BROWN, CONEXÃO DO MORRO,DEXTE ESTAVA NA SINTONIA NEM IMAGINAVA QUANDO CHEGUEI NA FUNDÃO OS CARA VEIO DA AS SAUDAÇÕES.
ALMENTO A ALTO ESTIMA MAS AINDA.TERMINADO O PROGRAMA FORA DO AR GRAVAMOS UMAS RIMA JUNTO COM AICE E RECO QUE FICO ROLANDO NA RADIO DIRETO.
ANTES DE SAI FERREZ DEU UM SALVE QUE ESTAVA ESCREVENDO UM LIVRO E ESTAVA CHAMANDO GRUPO DA QUEBRADA PRA ESCREVE UM TEXTO [CAPÃO PECADO] NA HORA ACEITAMOS E MARCAMOS PRA COLA NA GODOY AÍ ADIANTE A CORRENTE FOI FEITA.
ELE ACOMPANHOU TODA A MUDANÇA DO NEGREDO E NOSSA HISTORIA. SAIU O LIVRO QUE FOI UNS DOS MAS VENDIDO. FICO MUITO CONHECIDO MUITA FAMA MAS POUCA GRANA E ISSO É MEIO COMPLICADO SÓ FAMA NÃO PAGA CONTA PÉ NO CHÃO E SEGUE A CAMINHADA .
CERTO DIA COLO NA CASA DELE . EU E O NEGO DU, SUADO PRA CARRALHO, GRITO NO PORTÃO FERREZ, FERREZ, O PORTÃO ABRE ERA SUA MÃE BEM SIPATICA APESA DE NÃO CONHECER NOS TOTALMENTE PARECIA QUE ÉRAMOS FILHO DELA. LEMBRO ATE HOJE ELA DIZENDO E COLEGA DO REGILNADO É MEU FILHO TAMBÉM. ENTRA AI TOMAMOS AGUA E SUBIMOS A ESCADA QUE DAVA NO QUARTO. EA E FIRMEZA FERREZ FIRME SENTA AI. SENTAMOS E DISSE VIM FAZER UM PIÃO JÁ QUE SÓ VOCÊ VAI LA. NA GODOY.
TO FAZENDO UMA MARCA DE ROUPA AI FIZ 20 CAMISA JÁ CHAMA 1 DASUL.. DA HORA FERREZ ISSO MESMO LA FIZEMOS BONÉ E CAMISA DO TIME CANABIS FUTEBOL E RAP E VENDE BEM.
ENTÃO É UM COMEÇO JÁ QUE NÃO TEM NADA DE PERIFERIA VAMOS CRIA E VER O QUE DA DEVAGAR MAS SEM PARA. AE SÓ TEM 20, MAS ESCOLHER UMA AI PRA VOCES O NEGO DU PEGOU UMA PRETA EU UMA VERMELHA.
TROCAMOS UMA IDEIA E VIEMOS EMBORA. NO CAMINHO NEGO DU COMENTOU QUE LOKO EM YLSAO O MANO FEZ AS ROUPA NÃO TINHA NEM MUITO PRA VENDE E MESMO ASSIM DEU UMA PRA NOS AE MO RESPEITO PRA NOS PORQUE SOMO UM GRUPO NOVO E NINGUÉM DA VALOR..
VERDADE NEGO DU,
MAS AI HUMILDADE QUE TEM E POR ACREDITA ELE VAI LONGE VAI VER SÓ.FELIZMENTE HOJE O NEGO DU, NÃO VIVER PRA ACOMPANHA FISICAMENTE MAS SEI QUE ELE TA VENDO TUDO QUE A 1 DASUL É HOJE MA ESPIRITUALMENTE TA DANDO FORÇA PRA NOIS NESSA ALTO GESTÃO QUE VAI SE FIRMANDO POUCO APOUCO DO CAPÃO POR MUNDO.
HOJE TEM CÚPULA NEGREDO, A FIRMA, FUNDÃO,CANABIS FR, FIESTA,E E OUTRA QUE VÃO CHEGAR. PARABÉNS FERREZ PELAS CONQUISTA E POR NÃO ABANDONA JAMAIS A FAVELA AE NÃO E HOMENAGEM NÃO E PURA VERDADE SE FOR POR NA BALA VAI VER QUE BALANÇA MAS NÃO CAI ENTÃO MUITA TRETA ROLE E TAMOS AI NO PURO RESPEITO SALVE SALVE VAMOS QUE VAMOS

FOME

Você Já Sentiu o Gosto da Fome?
“-Eu me chamo de Cheiroso, como alguém me chamou,. Mas pode me chamar do que quiser seu Doutor.
Eu não tenho nome, eu não tenho identidade, eu não tenho nem certeza se sou gente de verdade. Eu não tenho nada, mais gostaria de Ter. Aproveita seu Doutor e dá um trocado pra eu comer?

-Que trocado o que, não tem vergonha nessa cara suja?
Vai trabalhar o vagabundo!
Eu gostaria de Ter um pingo de orgulho, mas isso é impossível pra quem come entulho misturados com os ratos e com as baratas e por que não com o papel higiênico, usados nas latas de lixo, eu vivo como um bicho ou pior que isso.

Eu sou o Resto, o Resto do Mundo
Sou mendigo, sou indigente, um indigesto, um vagabundo. Eu não sou nada, eu não sou gente. Eu sou? Ah, eu não sou ninguém!
Tô com fome, tenho que me alimentar. Posso não Ter nome, mas o estômago ta lá, por isso eu tenho que ser cara de pau.
Ou peço dinheiro ou fico assim passando mal. Tenho que me rebaixar a esse ponto... Porque a necessidade é maior do que a moral (...) Por que pro rico e pro turista eu sou poluição.

Sei que sou um brasileiro, mas eu não sou cidadão
Não tenho dignidade ou um teto pra morar. E meu banheiro é a rua e sem papel pra me limpar.
HONRA não tenho, eu já nasci sem ela e o MEU SONHO é morar NUMA FAVELA...

(...) Frustração é o resumo do meu ser. Eu sou Filho da Miséria e o meu castigo é viver. Eu vejo gente nascendo com a vida ganha. E eu não tenho uma chance?
DEUS ME DIGA POR QUE?
Eu sei que a maioria do Brasil é Pobre mas eu não chego a ser pobre, Eu sou Podre.
Um fracassado mas não fui eu que fracassei porque eu não pude tentar, então que culpa eu terei?...
(...) Além da minha triste sobrevivência eu tento entender a razão da minha existência. Por que eu nasci, por que to aqui?
Um penetra nesse inferno sem lugar pra fugir. Vivo na solidão sem nenhuma privacidade. Não conheço a sensação de Ter um lar de verdade. Eu sei que não tenho ninguém pra dividir um barraco comigo. Mas eu queria morar numa Favela Amigo (O Resto do Mundo – Gabriel O Pensador).

Você já sentiu o gosto da fome?
Não?
Ainda bem!
Pois, para quem pensa que a fome é uma realidade distante, apenas do Nordeste se engana, nas grandes cidades como São Paulo, Rio de Janeiro entre outras a situação é a mesma e piora nas periferias, essa realidade se faz presente.
Talvez as campanhas de combate a fome fossem permanentes, se houvesse empenho dos grandes empresários e da mídia, não só eventualmente no mês de Natal, seria Brasil sem fome o ano inteiro, afinal não é só nessa época que milhares sentem o gosto da fome.

Hoje a festa é sua? Hoje a festa é nossa?
É de quem quiser? É de quem vier?
(Vinheta da Rede Globo)

Frase genérica, que não corresponde com o realidade periférica.

Pense Nisso!!!


Por: Sammy Brown